A Classe C vai alavancar o Setor Joalheiro?

A Classe C é a bola da vez no Brasil. É o sonho de lucratividade para muitas empresas em diversos mercados. Todos estão quebrando a cabeça para conquistar esses novos e consumidores, que consiste em um grande segmento emergente em nosso país. No entanto, este não é o público que podemos chamar de “endinheirado”.

As empresas que lucram com a classe C são aquelas que fabricam os produtos “focados neste segmento”, e estão longe de terem liderança tecnológica ou de serem íntimas do cliente. É um mercado muito rentável, por exemplo, para empresas chinesas, com seus produtos mais baratos e com menor valor agregado e benefícios. E estão indo muito bem obrigado. Um excelente negócio. No entanto, cabe ao mercado joalheiro navegar neste mar? A resposta é NÃO.

Realmente, não é recomendável. Justifico: o setor seria obrigado a fazer algumas mudanças para se adaptar às necessidades de preço/qualidade deste segmento. E as consequências disto resumidamente seriam:
1- Baratear o produto com material inferior e pedras de menor qualidade seria inviável, pois aí se entraria em concorrência com produtos de prata, semi-jóias e bijuterias, mercados já consolidados;
2 – Jóias baratas e mais populares não serão mais objetos de desejo, e se perderiam os clientes das classes A e B;
3 – Não há repetição de compra individual na Classe C como acontece nas classes A e B, devido às suas prioridades mais básicas somadas ao poder de compra pessoal.

Joias fazem parte do mercado do luxo, e este mercado não é popular. Tem como característica a personalização, exclusividade e por isso, os produtos deste mercado são objeto de desejo das Classes de A a D. Para que as joias continuem a ser desejadas (e compradas) pela classe C, o mercado joalheiro deve continuar a focar o seu público fiel, ou seja, a classe A. Esta classe social é a que menos sente as intempéries das recessões e das crises econômicas. O papel do empreendedor joalheiro nesse processo é de sempre continuar a encantar os clientes com produtos e serviços que realmente vão gerar valor para suas vidas. Produtos e serviços que façam a diferença, com valor agregado, que os estimulem a optar pelas joias ao invés de outros chamarizes comerciais.

Portanto, o que está faltando para o setor joalheiro é uma união para defender o seu próprio mercado. É importante que a jóias se sobressaiam quando comparadas com outros produtos, como por exemplo:
- o valor sentimental de uma jóia como presente, em comparação aos eletrônicos ou roupas;
- a longevidade do produto em comparação aos eletrônicos ou viagens;
- a valorização do produto, podendo até, após longos anos, ainda ser objeto de negociação ou investimento;
- Todos esses valores agregados atingirão, por extensão, os consumidores da Classe C e as jóias se tornarão opção de compra para ocasiões especiais neste segmento.

O mercado joalheiro está ficando muito para trás em relação aos seus concorrentes indiretos. O seu público-alvo está sendo bombardeado com inúmeras ofertas de produtos e serviços, enquanto a maioria das marcas de joias não se pronuncia.
Um planejamento para o público certo com objetivos corretos pode colocar o setor joalheiro em pé de igualdade com os outros mercados.

Por: Leandro Cortez Ramos, Professor e Consultor de Marketing da Seven Joias

Joalheria japonesa exibe árvore de Natal de ouro de R$ 3,52 milhões

Árvore pesa 12 quilos e está em exibição em Tóquio.
Dois guardas fazem a segurança do ornamento natalino.

Uma árvore de Natal de 2,4 metros de altura feita de ouro está em exibição em uma joalheria em Tóquio, no Japão. Ela pesa um total 12 kg e vale 150 milhões de ienes, equivalente a R$ 3,52 milhões. Dois guardas fazem a segurança do ornamento natalino, que não está à venda.

FONTE: http://g1.globo.com

Linha Águas


A água é tema central de interesse no mundo e a moda valoriza a mensagem através de suas manifestações. Elemento transformador, a água simboliza a vida. A profundidade de seus reflexos transforma-se em círculos de diamantes, que dão ainda mais luz aos anéis e brincos de argolas.

Conheça mais joias da maravilhosa coleção Palavras e Poesia II da Seven em:

Palavras e Poesia II 

 

 

Coleção – Palavras e Poesia II

 

A coleção “Palavras e Poesia” revela a magia presente no significado de cada palavra, na beleza de seus ritmos e rimas e, sobretudo, homenageia a arte de escritores que enriqueceram nossa cultura. Tudo isso, traduzido pela sensibilidade de suas designers, está presente em cada detalhe da coleção: nas curvas graciosas do metal, na precisão dos recortes e cravações e no cuidado do acabamento. Em cada linha, uma história; em cada jóia, um verso, uma palavra, uma mensagem.

Designers: Ana Carla Torraca, Estela Spagnol e Liara Takemoto.

Veja o video dessas belíssimas joias : Coleção – Palavras e Poesia II

 

 

Coleção Felicidade 2011

A Coleção Felicidade 2010 foi um sucesso de vendas. Por isso, a Seven decidiu prosseguir com esse tema na nova Coleção Felicidade 2011. Sensações e sentimentos de Equilíbrio, Amor, Elegância, Simplicidade e Doçura inspiram o design desta nova coleção. Veja mais modelos clicando no link acima ou http://www.sevenjoias.com.br/Colecoes/nova-colecao-felicidade-ii-20112012